captura-de-tela-2015-01-25-c3a0s-16-45-05

O melhor livro do século XXI é nosso

Esta semana, saiu a lista dos melhores livros do século XXI até agora. A pedido da BBC, críticos do “New York Times”, “Time Magazine”, “Newsday”, “Kirkus Review” e “Booklist” elegeram 156 romances.

Admito que a minha primeira reação foi de preguiça. Logo pensei em voz alta: “certeza que são puros norte-americanos com seus best sellers de sempre”. Afinal, não é de hoje que a América Latina quase nunca tem espaço. Mesmo aqui no Brasil – que só pra lembrar também é um país latino – não sabemos muito sobre a literatura, o cinema, as músicas ou até as manifestações culturais de nossos países vizinhos. Mas aí, de cara, veio a surpresa. O primeiro lugar é nosso!

Quando digo nosso não quero dizer que o melhor livro do século XXI seja de um brasileiro. Mas nosso porque é sim de um latino-americano. O autor é Junot Díaz, nascido na República Dominicana – só pra lembrar, de novo, que também é um país latino. O livro é “A Fantástica Vida Breve de Oscar Wao” (2009).

É verdade que temos na literatura grandes autores latino-americanos e que nos últimos anos eles vêm ganhando mais e mais espaço. Talvez o maior exemplo de todos seja Gabriel García Márquez, que com seu realismo mágico abriu as portas do mundo para que pudéssemos entrar de vez. Mas não só. Temos grandes nomes como Isabel Allende e Pablo Neruda, do Chile; Júlio Cortazar, da Argentina; Mario Benedeti, do Uruguai; Octavio Paz, do México; Mario Vargas Llosa, do Peru; Carlos Drummond de Andrade, do Brasil; dentre outros. E olha que grande parte desses que citei receberam o Nobel de Literatura.

Mas deixemos a maestria em fazer listas para os grandes. E olha que os grandes, além de colocarem Junot Díaz no topo, deixaram o chileno Roberto Bolaño em 19°, com o livro “2666” (2010).

Eu já sei quais são os próximos livros que vou comprar. E você?

*Obs: os dois livros estão disponíveis em português para venda em diversas livrarias do Brasil.

Carolina Rodrigues

Carolina Rodrigues

Jornalista em (trans)formação, apaixonada por escrever, fotografar e curtir um som. Acredita que a beleza está nos detalhes e que a vida faz mais sentido durante uma boa viagem.

Você também pode gostar de...